Você sabe o que é Mapeamento de Geração de Resíduos e quais os benefícios para sua empresa?

Desde 2010 o país possui a Lei Nº 12.305 do Ministério do Meio Ambiente, que define a Política Nacional de Resíduos Sólidos – a PNRS. Essa política estabelece princípios que vão de encontro com o modo de produção da maioria das empresas. Dentre esses princípios destaca-se a prevenção e a redução da geração de resíduos. Para isso a PNRS exige que as empresas elaborem um plano de gerenciamento de resíduos.

Gerenciar os resíduos significa realizar um conjunto de ações para a disposição final ambientalmente adequada. E para que isso aconteça é importante mapear a geração de resíduos por fonte geradora.

As empresas devem ter em mente que mapear a geração de resíduos por fonte geradora não resulta só em gastos e trabalho extra. Quando é elaborado, implantado, executado e monitorado de maneira correta, o mapeamento é uma ferramenta importantíssima na gestão, organização e redução de custos no seu processo produtivo, pois através dele é possível avaliar quais as fontes que desperdiçam matéria prima, qual a melhor forma de dispor os resíduos gerados e quais alternativas para a redução na geração dos mesmos

Diante desse cenário, o gerenciamento de resíduos surge como uma das práticas mais facilmente perceptíveis de preocupação com as questões ambientais, inclusive como iniciativa de gestão ambiental.

No que se refere ao gerenciamento de efluentes líquidos, cuja abordagem ainda é mínima frente a dos resíduos sólidos, deve-se atentar para a minimização da geração na fonte, prática que exige comprometimento e reconhecimento da responsabilidade perante os resíduos (MARINHO et al., 2011). Para isso, é necessário que haja empenho das empresas para o estabelecimento e cumprimento de um plano de gerenciamento desses efluentes (GERBASE et al., 2005).

Assim, a elaboração de um plano de gerenciamento de efluentes líquidos se enquadra como ação indispensável para a manutenção da sustentabilidade no ambiente empresarial, com o objetivo de minimizar os impactos ambientais nocivos por meio do controle e minimização da geração.

Mapear a geração de resíduos por fonte geradora traz às empresas diversas vantagens. Abaixo listamos as principais:

Redução de Custos:

A elaboração, implantação, execução e monitoramento do mapeamento da geração de resíduos contribui de três maneiras para a redução de custos em uma empresa:

  • Redução de custos com a destinação de resíduos:

O mapeamento da geração de resíduos tem como um dos principais objetivos diagnosticar em quais pontos há geração excessiva de resíduos. Através do mapeamento a empresa pode implantar medidas de redução e orientar os funcionários sobre a correta segregação dos resíduos, evitando, assim, que sejam destinados de forma errada. A destinação incorreta acarreta prejuízo às empresas, aumentando o custo deste processo.

  • Redução de custos evitando desperdício de matéria prima:

Outro objetivo do mapeamento da geração de resíduos por fonte geradora é verificar em quais etapas do processo produtivo há desperdício de matéria prima. O mapeamento contribui na identificação de possíveis falhas no processo produtivo da empresa.

  • Redução dos custos com equipamentos e pessoal:

No mapeamento é determinado a quantidade, tamanho, tipo e localização das lixeiras, containers de armazenamento temporário e principalmente a quantidade de profissionais necessários à realização da gestão dos resíduos.

Determinação do espaço para armazenamento ambientalmente correto:

Em uma empresa, durante suas etapas de fabricação, gera-se certo volume e tipo de resíduo. Para cada tipo de resíduo existe o método de destinação final adequado, que pode ser em aterro sanitário, tratamento, coprocessamento, aterro industrial, reciclagem, entre outros. Porém alguns resíduos, até serem destinados, podem ficar por algum período de tempo armazenados nas dependências da empresa.

O mapeamento da geração por fonte geradora proporciona outra vantagem à empresa no gerenciamento de resíduos, como determinar a melhor localização para o armazenamento destes resíduos e também a periodicidade ideal para a coleta dos mesmos, contribuindo com a liberação de espaço e organização.

Redução dos Riscos de Acidente:

Outra vantagem ao mapear a geração de resíduos por fonte geradora é a redução dos riscos de acidente do trabalho, uma vez que, para cada tipo de resíduo, são determinados métodos de manuseio, EPI’s (equipamentos de proteção individual) a serem utilizados, rotas de transporte interno e externo, locais de armazenamento e horários para coleta e destinação.

Redução e Controle dos Impactos Ambientais:

Quando a empresa mapeia suas fontes geradoras de resíduos ela identifica em quais locais é possível reduzir a geração de resíduos sólidos e qual a maneira correta de segregação e destinação final. Isso contribui diretamente no controle e redução dos impactos ambientais gerados pela atividade antrópica.

Alguns dos impactos associados à destinação incorreta dos resíduos sólidos são: proliferação de vetores, contaminação das águas superficiais e subterrâneas, este último principalmente pelo chorume, poluição atmosférica, contaminação do solo, entre outros.

Melhoria da Visibilidade da Empresa:

Implantar dentro de uma organização a gestão de resíduos aumenta a credibilidade da empresa perante seus fornecedores e clientes, assim como também para o órgão fiscalizador.

O mapeamento da geração de resíduos contribui para a agilidade dos processos de renovação da licença ambiental de operação e, feito de forma correta, reduz o risco de multas, haja vista que a empresa terá conhecimento total de quais resíduos foram gerados e quais métodos apropriados para sua destinação.

A importância do mapeamento da geração de resíduos na gestão ambiental e econômica

Na maioria das vezes a geração de resíduos no processo produtivo indica uso ineficiente de materiais e recursos. Economicamente, os resíduos de produção acarretam um custo para empresa, tanto no que se refere aos custos dos materiais transformados em resíduos, quanto ao custo de tratamento e disposição dos resíduos gerados. Ambientalmente, os resíduos representam a extração desnecessária de recursos naturais, que são transformados em resíduos, e a poluição a ser causada com o seu lançamento ao meio ambiente.

Empresas que desejam se certificar na ISO 14001 e implantar um Sistema de Gestão Ambiental devem buscar na gestão adequada de resíduos esses dois fatores: economia e gestão ambiental.