O que é e para que serve um Inventário de Gases de Efeito Estufa?

Em 2015 foi negociado, durante a 21ª Conferência das Partes (COP21), o Acordo de Paris. O acordo é um tratado mundial assinado por 195 países, incluindo o Brasil, que tem como objetivo frear o aquecimento global. Cada nação comprometeu-se a criar as denominadas Pretendidas Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDC), as quais especificam o plano nacional para atingir os objetivos estabelecidos. Entre os principais objetivos do acordo encontra-se a redução da emissão de Gases de Efeito Estufa (GEE) a nível mundial.

Em 2016 o Governo Federal ratificou o NDC brasileiro. O documento propõe uma diminuição de 37% das emissões de gases de efeito estufa em 2025 comparado a 2005. O plano brasileiro propõe inúmeras medidas, entre elas a ampliação da matriz energética renovável, utilização de biocombustíveis e adoção de uma agricultura de baixo carbono.

A diminuição da emissão de gases de efeito estufa é um objetivo mundial: daí a importância dos Inventários de Gases de Efeito Estufa.

Mas afinal, o que é um Inventário?

Um Inventário de Gases de Efeito Estufa é um documento que busca identificar fontes de emissão e quantificar a geração de GEE em um determinado período.

Na Mandala, seguimos a metodologia criada pelo Programa Brasileiro GHG Protocol, uma iniciativa da GVCES, baseada na ferramenta GHG Protocol desenvolvida pelo World Resources Institute (WRI) em 1998. O método é compatível com a norma ISO 14.064 e também com o Painel Intergovernamental Sobre Mudanças Climáticas (IPCC), uma organização vinculada às Nações Unidas que tem por objetivo divulgar conhecimento a respeito das mudanças climáticas.

Como funciona a metodologia GHG Protocol?

As fontes de emissões são divididas em três escopos:

Escopo 1: representa todas emissões diretas de GEE, ou seja, que são provenientes de fontes que pertencem ou são internas da organização

Escopo 2: contabiliza as emissões de GEE provenientes da aquisição ou geração de energia elétrica consumidas pela organização

Escopo 3: representa todas as emissões indiretas de GEE da organização. Em um primeiro momento, são identificadas as fontes e quantificadas as emissões de tais gases durante o período de um ano. Depois disso, é realizada uma conversão desses valores para toneladas de carbono equivalente. Com tais valores, é montado um relatório que auxilia os gestores das organizações a avaliar o impacto ambiental causado por suas atividades e a tomar decisões mais assertivas. Tal relatório também pode ser publicado no Registro Público de Emissões e disponibilizado para o público.

Mas porque fazer um Inventário de Gases de Efeito Estufa na minha empresa?

O IGEE é uma ferramenta crucial para o desenvolvimento sustentável. Listamos aqui algumas das principais motivações:

1. Gestão Ambiental

Muitas vezes não conseguimos estimar o impacto ambiental causado por nossas atividades, nem identificar quais são os processos que precisam de mudanças. O Inventário é uma ferramenta que auxilia na tomada de decisões com base em dados precisos, além de poder avaliar a evolução da empresa ao longo do tempo.

2. Reduzir Custos

O Inventário pode auxiliar a sua empresa a identificar processos obsoletos e a reduzir desperdícios. Além disso, ainda que a adoção de medidas mais sustentáveis (como instalação de um sistema de energia solar ou captação de água da chuva) necessitem de um investimento inicial, a longo prazo tais ações podem trazer um bom retorno financeiro para o empreendimento.

3. Transparência e Competitividade

Cada vez mais, os consumidores estão mais conscientes dos problemas ambientais e buscando empresas alinhadas com seus valores. Uma pesquisa realizada pela Union + Webster apontou que 70% dos brasileiros estão dispostos a pagar preços mais elevados por serviços e empresas mais sustentáveis. A realização de um Inventário, seguida pela publicação do mesmo, informaria o público do compromisso que sua empresa possui com o meio ambiente. Além disso, melhora a visão da empresa perante stakeholders e pode abrir novos mercados principalmente no exterior.

Porque realizar o Inventário de Gases de Efeito Estufa com a Mandala?

A Mandala, além de oferecer a realização do IGEE, entrega ao cliente um relatório completo. Esse relatório inclui o cálculo da neutralização de carbono (quantas árvores teriam de ser plantadas para abater o impacto ambiental causado), a proposição de medidas de redução da emissão de GEE, além de uma análise comparativa com outras empresas do mesmo ramo.

Além disso, realizamos nosso serviço de forma 100% remota e em constante contato com o cliente, para que possamos entregar uma solução personalizada e de alta qualidade. Por último, por sermos uma empresa júnior disponibilizamos preços abaixo do mercado.

Ficou interessado? Entra em contato com a gente! contato@ejmandala.eco.br

Posts recentes

Ver tudo

Bench Virtual

Você tem interesse em realizar um bench com a Mandala? Elaboramos esse texto com as perguntas mais frequentes que recebemos pelas redes sociais, confere se sua dúvida não se enquadra em alguma questão

Endereço

Instituto de Pesquisas Hidraúlicas - UFRGS

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Partenon

Sala 233 - 2º andar

Porto Alegre - RS/Brasil

Atendimento

contato@ejmandala.eco.br

Segunda a Sexta das 8h30 às 17h

Todos os direitos reservados - EJ Mandala

 2021 Desenvolvido por © Faísca Design Júnior